Como coordenar seu armário como uma consultora de estilo

 

Quem nunca sonhou em ter um armário cinematográfico, ao melhor estilo Carrie Bradshaw? Ou entrar em uma loja e desejar que todas aquelas peças estivessem, como se num passe de mágica, ao seu dispor no aconchego do seu quarto? Eu já sonhei e aposto que você também.

A consultoria de estilo não vai resolver essa questão, sinto muito. Mas editar seu armário como uma profissional vai te ajudar a ver as peças com mais clareza, perceber o que você já tem demais e o que tem de menos e a realmente usar o que você tem dentro dele. Não a toa, essa é uma das etapas mais esperadas (e temidas) em todo processo de consultoria de estilo. Algumas pessoas tem a ilusão de que será como nos programas de TV onde quase tudo vai para o lixo. Na prática não é bem assim.

Antes de colocar a mão na massa, o ideal é ter conciência do próprio estilo pessoal. Você realmente gosta de determinada roupa ou tem ela no armário porque viu em alguém? Quem sabe ganhou de presente e ainda não teve coragem de se desfazer? Acumular roupa sem uso no armario só serve para duas coisas: ocupar espaço e dar a sensação de não ter nada para usar. 

Tire também uns minutos para avaliar como está a sua rotina. Quais são suas prioridades? Lazer, trabalho, filhos? Em quais dessas situações você passa a maior parte do tempo? Seu guarda roupa reflete esse momento de vida? De nada adianta comprar um monte de vestido de festa lindo de morrer para o dia do casamento daquela sua amiga se ainda não arrumou nem namorado. Essa reflexão servirá para futuras compras.

Com esse resumão em mãos, chegou a hora de encarar a tarefa. Tenha certeza de fazer isso em um dia em que não tenha nenhum compromisso ou grandes interrupções.

Normalmente levo de três a quatro horas com as minhas clientes e sigo uma linha de raciocínio que vou indicar para vocês:

FICA

  • Você ama essa peça
  • Compraria se estivesse em uma loja
  • Veste super bem
  • Está na sua cartela de cores

REVISITA (segunda chance)

REPARO

  • Peças que precisam ser ajustadas 
  • Peças que podem ser reaproveitadas (que tal desfiar a barra da calça e atualiza-la para a nova estação?)
  • Um botão que falta

VENDA/DOAÇÃO

  •  Peças de alto valor que você investiu e que  não fazem mais sentido mas valem um dinheirinho
  • Peças em bom estado e que podem ser felizes em outro alguém

ADEUS

  • Peças manchadas
  • Peças muito usadas
  • Peças largas/apertadas demais

Pensa que acabou? Agora que a coisa fica boa!

Seu armário já está com outra cara! Aproveite para unificar os cabides, isso faz uma enorme diferença para melhor visualização e organização. 

Chegou enfim a hora de coordenar as peças. Eleja uma parte de baixo e crie pelo menos três produções diferentes com partes de cima. Imagine situações e temperaturas diferentes. A saia midi que você usa com rasteirinha pode ficar muito bem com uma bota mais invernal e um tricot. Solte a imaginação e crie o closet dos seus sonhos.

Alanka Nasser, todos os direitos reservados.